07/01/2007

Estou aqui!

Peregrinando pela estrada da vida, vou construindo caminho no meio da incerteza e do medo!
Atrevo-me a dizer medo, pois é este o sentimento que me percorre todos os dias...
Contornando obstáculos, vou dando voltas e mais voltas sem sair do lugar. O tempo escoa e a estrada fica cada vez mais estreita.
Já quase não se vê o Sol, contudo a Luz permanece lá, esperando pela alegria de um sorriso.
O sorriso!
Quão difícil é sorrir e confiar!...
Os dias pequenos afugentam a alegria das aves.
Resta-me apenas observar e voar no dorso de uma gaivota que voa despreocupada por cima do telhado da minha casa.
(Voa despreocupada pois sabe onde vai encontrar o alimento de que necessita para atravessar mais um dia da sua vida).
Voamos cada vez mais alto, cada vez mais longe, na ânsia de Te encontrarmos e descansarmos nos teus braços de paz e serenidade.
Eu e a gaivota não sentimos nem medo nem frio.
Sentimos apenas a alegria de rodopiar nas asas do vento que nos transporta para bem alto e bem longe.
Eu e minha ave de sonho!...
Neste voo despreocupado entrego-me ao meu devaneio de poder partir e afastar o medo, a angústia, o vazio e a solidão.
Não, não é uma solidão vs solidariedade. Essa tenho-a e tenho-a sentido muito próxima nestes dias em que se conhecem os que interessam e se vêm olhares de piedade balofa que apenas serve para proferir umas quantas palavras de circunstância.
É um vazio oco no coração que tem medo de olhar em frente embora possua a verdade dura do conhecimento.
No meu devaneio, levada pelo voo, ora calmo, ora picado, lá vou com o cabelo ao vento, sentindo a serenedidade descer lentamente no coração para poder olhar-Te novamente e dizer:
Estou aqui!
Que se faça a Tua vontade e que nós saibamos viver na confiança do Teu amor!

16 comentários:

caminante disse...

Gracias, cara Andante, por tus palabras en mi Blog.
Que el Señor sea nuestro Norte.
Mañana, Dios mediante, visitaré tu hermosa ciudad.
Un fortísimo abrazo.

Andante disse...

Bem vindo a nossa casa.

Beijos peregrinos

Anónimo disse...

Tudo é graça e dom de Deus...
Saibamos, em cada instante da nossa vida, vê-l'O aí...
Justamente quando parece que Ele está ausente, é que está verdadeiramente presente na noite desta vida.
E Ele não faz isso com qualquer alma, com qualquer coração...! Só àqueles corações que Ele bem sabe que são seus...corações guerreiros, valentes, capazes de mergulhar em escuridões dolorosas sem vacilar...são eleitos por Ele, para estar com Ele assim mais intensamente.
É um dom imenso!
A alegria da ressurreição, da verdadeira Vida só surge depois de pequenas mortes.
É preciso que cada noite da nossa vida dê fruto... cada momento há-de florescer...
Depois de cada noite o sol radioso, quente e luminoso nasce para estar connosco...sempre...
Coragem...

Anónimo disse...

Andante,

Gostei imenso do post, a única coisa que posso dizer é que seja Feita a Sua Vontade!

Um grande beijinho em Cristo

Maria João disse...

De uma coisa podemos ter a certeza. A Vontade do Pai é sempre a melhor, mesmo que não a entendamos desde logo.


beijos em Cristo

Paulo disse...

Mas nem sempre queremos que se faça a Sua vontade mas sim a nossa.

Andante disse...

Eu sei Anawïn que "Tudo é graça e dom de Deus...", mas por vezes está tão distante!...
Bem hajas pelas tuas palavras carregadas de amor fraterno.

Um grande beijo peregrino

Andante disse...

É como dizes Joana "que seja feita a Sua vontade".

Um grande beijo peregrino

Andante disse...

É verdade Maria João temos que estar atentos à vontade do Pai, pois Ele quer sempre o melhor para os Seus filhos.

Um grande beijo peregrino

Andante disse...

E a nossa nem sempre é do agrado dEle.

Um grande beijo peregrino

Catequista disse...

O caminho a percorrer nem sempre é fácil e nem sempre seguimos as indicações que Ele nos dá. E quando damos por ela apercebemo-nos que fizemos a escolha errada. Apesar de tudo, Deus é misericordioso e recebe-nos sempre de braços abertos.

andarilho disse...

Perdoem-me mas porque vos amo imenso no Pai, não deixarei de aqui escrever que acho “abusivo” essa da “vontade do Pai”…! Somos humanidade e pronto…! Porque nos custa tanto reconhecer essa condição que implica limites?

O Pai sabe e sabia disso… Ele criou-nos nessa dimensão, não para sermos apenas bonequinhos de chumbo ou peões para os seus “jogos” mas porque nos ama até aos limites e nos queria livres mesmo sabendo do preço..ou Cristo na cruz seria um absurdo e inutilidade…! Sim parece uma loucura e Paulo fala disso “ a loucura da cruz”…. O Pai sabia e assumiu… deixando-nos uma saída… não impediu que essa “fragilidade” habitasse em nós… mas deixou-nos a força na redenção da Cruz para seguir em frente, erguermo-nos…!

Ser cristãos, ser filhos do Pai não nos impede a dor e o sofrimento…. Mas só o seremos na plenitude se acolher-mos a totalidade do que somos…. Talvez aí não nos custasse tanto a caminhada desta vida e a morte deixaria finalmente de ser Tabu nas nossas comunidades…!

Claro que não é coisa fácil, não o tivesse vivido também Jesus no calvário….

O Pai não permite nem quer o sofrimento, jamais é essa a “Sua vontade”… Sempre nos está dizendo que está ao nosso lado no sofrimento, na dor e na fraqueza… Esteve-o ao lado do Seu Filho e não o impediu… fê-lo por nós e está eternamente o fazendo através da vida que vivemos, mesmo que tudo pareça uma loucura e um absurdo…

Precisamos, eu preciso imenso de aprender a viver não só o momento presente mas o tempo de Deus… a verdadeira vida que tanto me esforço por partilhar em cada caminhada que acompanho até à última morada terrena de uma nosso irmão…. Cada vez mais, vou sentindo que a verdadeira vida começa no momento do encontro com o Pai..não falo só da hora da partida… falo sim da hora do encontro com o Pai, aqui, agora….

Quem nos separará do amor de Cristo? Será a tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Rom 8,35;39

Anónimo disse...

lamento não ter saído bem a minha assinatura real..sou eu claro... desculpem a falha...

Maria disse...

Quem pode saber da vontade do Pai?
Apenas Jesus,que veio Dele.Assim só na Palavra, que nos deixou ,sabemos a vontade do Pai.
Tudo o mais são meras suposições e às vezes não muito felizes!

Anónimo disse...

Bonitas palavras.

Anónimo disse...

Boa amiga andante e demais amigos deste blog.
"Estou aqui!" foi certamente o que disse minha querida mãe quando chegou aos braços do Nosso Pai. Cuidei dela quanto pude, o melhor que pude, o melhor que sabia. Desfiz-me em amor e carinho embora ainda pense que fiquei aquem do que ela merecia...mas dei o que tinha de melhor. Estive presente até ao último segundo. Sei que estava com medo. Sussurrei ao seu ouvido palavras de tranquilidade, fé em Deus Pai misericordioso e nosso Salvador. Dei-lhe a mão e muitos beijos para levar na viagem.
Agora sei que está em boas mãos e que está com quem a tratará muito melhor do que eu. A saudade dói, mas estou tranquila. O Céu tem mais uma santa. Beijo grande.
Filó