26/01/2007

Há quanto tempo!

Ai que saudades que eu tinha deste espaço!
Há quanto tempo eu não vinha aqui!
A vida tem por vezes sobressaltos que nos fazem ter medo das rotinas e dos espaços onde nos é permitido falar e abrir o coração!
Aqui deixo-me voar e chegar bem perto do Deus da Criação.

Começou o bailado...
Nas asas do vento deixo-me partir para bem alto, para bem longe, até conseguir observar o Planeta em todo o seu esplendor azul, sem mágoas nem feridas que ensombram a alegria dos dias sombrios da tristeza, da amargura e da angústia.
Embora sem perder a vontade de viver, sinto-me abraçar pela tristeza da incerteza e da incompreensão.
É que começaram as idas ao IPO e as notícias são tudo menos animadoras.
(Nada tem a ver comigo, mas com alguém que me é muito próximo, demasiado próximo).
Sofre-se por medo.
Sofre-se por antecipação.
Sofre-se por se ver sofrer.
O coração fica pequenino de cada vez que o telefone toca.
Será que as coisas estão bem?
Qual será, desta vez, o problema?
Terei que sair da aula e correr para casa?

Aconteceu hoje!
A meio de uma aula, os alunos, ouviram o telemóvel e avisaram-me.
Corri a tremer.
Puderam sentir que fiquei alterada.
Nada de grave, mas ficou o susto...
Mesmo assim não corrigiram a sua atitude.
Já não sei o que hei-de fazer pela turma. Sucedem-se as queixas dos professores. Há três deles que irão sofrer um castigo de doer: alguns dias de suspensão das actividades lectivas.
Tentei segurar, mas enquanto esta atitude de "encobrimento" se mantiver nada irá mudar.
Adolescentes inconscientes e inconsequentes!
Vêm os pais, humildes, a pedir desculpa e a perceber que se não for agora, nunca mais irão ser capazes de os controlar.
Deixei-os voar, tal como eu gosto de voar.
Não perceberam que o voo implica liberdade e responsabilidade.
Argumentam e contra-argumentam que ninguém os entende.
Entender, para eles, é ser-se permissivo e pactuar com todos os disparates e faltas de respeito.
Eles não irão nunca saber, quando as sanções forem aplicadas, que tentei protelar o relatório e, quem sabe, ignorar a ordem interna que foi emanada pelo órgão de gestão.
Como não acalmaram, avancei e entreguei tudo o que me foi solicitado.
Já conheço os termos do castigo e sofro por eles e por alguns Encarregados de Educação que, sendo humildes, se apresentam com dignidade e vontade que os educandos cheguem mais longe e voem mais alto do que eles próprios.

Começo a perder as forças e vontade de lutar!
Contudo, não desisto!
Uma mulher-professora-mulher nunca desiste de lutar mais e mais por tudo e por todos... Sobretudo uma mulher-professora-mulher que sofre com aqueles que sofrem, que ri e chora e encoraja sem nunca parar de acreditar que é ali que está a força que emana de um Pai que é Amor, Alegria e Coragem.

Que bom ter coragem de voltar!
Obrigada Pai pelo Teu calor e pela magia do Teu colo de Paz.

11 comentários:

Eremita disse...

Não ando muito inspirada para andar neste mundo virtual.Mas foi bom saber que regressou,ainda que atravesse um deserto,como todos nós temos que o fazer ao longo da nossa peregrinação.Mas se olharmos para o lado existe sempre alguém pior do que nós,embora a dor tal como o amor ,depende de cada um saber acolher ou rejeitar.
Um abraço fraterno

joaquim disse...

Lembra-te que não lutas sozinha.
Ele está a lutar contigo e nunca permite que a luta seja superior às tuas forças.
Bem regressada!!!
Abraço em Cristo

andarilho disse...

Oro por ti, andorinha amada do Pai.. sim, eu sei e sinto que o teu voo não é seguro, mas confia..

Andante disse...

Obrigada, Eremita, pelo teu colo e pelo oásis do meu deserto.

Beijos peregrinos

Andante disse...

Eu sei, Joaquim, que não luto sozinha, embora por vezes se adense a solidão e o vazio...
Bem hajas.

Beijos peregrinos

Andante disse...

Ai Andarilho, quantas vezes empreendo o voo e as asas teimam em pesar e não me deixam alcançar o Infinito. Mas, podes crer, continuo a lutar po amor.

Beijos peregrinos

Maria João disse...

Força! estou a rezar por ti!

pedro aurelio disse...

PAZ do Sr. meu queridos irmãos/a em Cristo venho por este meu pedir a vossa opinião, sobre o meu blog, gostava muito que me deixassem um comentário na caixa do meu imel.
Só para saber como e que devo fazer ainda melhor cada dia que passa.
E para saber o que acham dos textos exposto por mim

http://pedroaurelio.blogs.sapo.pt/


Que Deus a abençoe ricamente a sua vida e dos seus, fique com a paz do Sr.


Esperou pela sua visita.

Querido irmão será que me pode linkar o seu blog, para que o meu blog possa ser visto cada vez, porque nunca se sabe quem pode ver no outro lado de lá, pode estar uma alma sedenta de sede , ta bem o link no meu se me deixar

Neste BLOG você encontrará uma variedade de estudos e diversos textos baseados na Bíblia Sagrada.

Com o objectivo de proporcionar um maior entendimento e aprofundamento da Palavra de Deus.
Disponibilizamos varias áreas ministeriais. Além disso a muitos artigos que lhe serão úteis no dia a dia.

Anónimo disse...

E a quem não aconteceu ainda sentir as forças e a vontade de lutar a fuguir? Faz parte das nossas limitações!... mas basta que pessamos com humildade ao Pai do Céu que nos dê força e ela aparece. Olha, eu sempre achei que era uma fracalhota, mas agora, desde que escolhi Deus para caminhar comigo, sinto-me forte e as pessoas amigas dizem que não sabem como consigo aguentar as adversidades. Caminhar ao lado dum Pai tão maravilhoso... custa bem menos! Beijo
Filó

Andante disse...

Olá Filó do meu coração.
Hoje vieste até cá...
Eu já não vinha há muito tempo.
Sabes, falta de tempo de disposição e muita, muita confusão.
Tu vieste hoje, mas ontem coloquei-te sobre o altar. Sentiste?

Vou incluir a tua mãe nas minhas orações.

Beijos peregrinos

Anónimo disse...

Beijo no teu grande coração. Que Deus te abençoe.
Filó